O União Brasil espera ser exemplo e inspiração”, diz ACM Neto

O União Brasil espera ser exemplo e inspiração”, diz ACM Neto

O ex-prefeito de Salvador ACM Neto disse nesta quarta-feira (6) que o União Brasil espera ser exemplo e inspiração e nasce com a “missão de resgatar o otimismo, reavivar o espírito positivo e restaurar a confiança dos brasileiros na política, na Democracia, no Brasil”. A declaração foi dada por ele em discurso na convenção que formaliza a fusão entre Democratas e PSL, dando origem à nova legenda, em evento realizado no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, em Brasília.
“O União Brasil traz em seu nome a motivação, o embasamento e a finalidade que respondem pela sua criação. Nascido da fusão de dois partidos fortes e em ascensão – DEM e PSL –, o União Brasil é um somatório de forças que tem como propósito servir de base, de instrumento, de caminho para a pacificação, o entendimento, o diálogo construtivo, a conjunção de esforços que são imprescindíveis para a prosperidade e a paz que os brasileiros desejam e merecem ter”, afirmou.
Neto, que será o secretário-geral da nova agremiação partidária, afirmou que o União Brasil também antecipa o movimento “tão necessário de amadurecimento e fortalecimento da Democracia brasileira por meio da por meio da aglutinação de ideais e de propostas comuns em um menor número de partidos políticos”.
“Nossa Democracia é jovem e é natural que em sua trajetória de aprimoramento se computem acertos, erros, ajustes. A miríade de partidos que temos hoje confunde o eleitor, favorece o fisiologismo, dificulta enormemente a construção de consensos direcionados pelo interesse nacional e mina a confiança dos brasileiros na política e na própria Democracia”, acrescentou.
“O União Brasil espera ser exemplo e inspiração. DEM e PSL vinham de trajetórias de fortalecimento e crescimento recentes. O DEM cresceu em mais de 70% o número de prefeitos e vereadores eleitos no último pleito. O PSL triplicou seu número de prefeituras. Não se constrói uma fusão entre duas forças políticas expressivas sem renúncia, muita flexibilidade e compromisso com o futuro”, complementou.
No discurso, Neto ainda apresentou os 44 princípios abraçados pelo partido, em referência ao número que será utilizado pela nova sigla nas urnas. “Iniciamos a missão de resgatar o otimismo, reavivar o espírito positivo e restaurar a confiança dos brasileiros na política, na Democracia, no Brasil. Para isso, nossas principais ferramentas serão o diálogo, a transparência, o compromisso com a palavra empenhada, a excelência na formação de nossos quadros partidários, a prioridade do interesse coletivo, o amor pelo Brasil”, ressaltou.
Confira abaixo o discurso completo de ACM Neto.
UNIÃO BRASIL

O Brasil é reconhecido e celebrado por sua pluralidade. São muitas e diferentes as nossas origens, as nossas culturas, as nossas tradições e costumes, os nossos valores, as nossas ideologias. Diversa é a nossa geografia, rica e variada é nossa natureza. Somos um país continental, que abriga em seu vasto território todo tipo de gente, de pensamento, de profissão de fé, de posição política.
Em meio a essas diferenças uma coisa nos une e nos constitui como coletividade: o Amor por este país. É ele que nunca deixa de pulsar em nossos corações, que nos faz reagir ao pessimismo, que nos dá alento para seguirmos em frente, acreditando e lutando por um futuro melhor.
Esse Amor pelo Brasil, assentado na nossa história comum, nas lutas compartilhadas cotidianamente, e na certeza de que mesmo com todas as suas mazelas e dificuldades esse país tem um enorme potencial para a grandeza; e, por que não dizer, uma vocação para a Alegria e a Felicidade.
O Brasil democrático, livre, justo, pulsante e pujante que todos nós, brasileiros, desejamos é evidentemente uma obra em aberto. Mas ela não é uma utopia. É um sonho possível, viável, que está ao alcance das nossas mãos.
Muitas são as nossas páginas de dores, tristezas e derrotas. Outras tantas são as de conquistas, de vitórias e de realizações como nação. Quantas vezes, na nossa História, nos deparamos com desafios aparentemente insuperáveis, e os vencemos?
Olhemos apenas para o passado recente. Superamos um Estado ditatorial e reconquistamos o direito ao voto, a liberdade de expressão, um regime jurídico assentado no princípio das garantias individuais. Vencemos a inflação galopante que extorquia os mais pobres e inviabilizava um crescimento econômico sustentável. Ainda não vencemos, mas conquistamos avanços muito expressivos no combate ao analfabetismo, à fome, às doenças endêmicas.
Vivemos um momento de desencanto e desalento com as instituições democráticas que tem sua razão de ser. Porém, não podemos deixar que as dificuldades conjunturais comprometam nossa confiança na Democracia, nem que nos impeçam de reconhecer o muito que avançamos nos últimos trinta anos.
Se tirarmos o foco das angústias presentes e direcionarmos o nosso olhar para o longo prazo, será inevitável a constatação de que, como nação, avançamos em muitos pontos e questões importantes. Inclusive politicamente. Contamos com instituições sólidas, nos dando provas de que têm maturidade e força para resistir às intempéries e a iniciativas anti-democráticas.
Estamos avançando na nossa obra de construção nacional. E lançar luzes sobre esses avanços e conquistas é fundamental para renovarmos a nossa confiança no futuro. Nós vamos chegar lá. Vamos dar certo como nação. Vamos conquistar, na raça e na luta o Brasil que desejamos e queremos legar para nossos filhos e netos.
Porém, o sucesso do Brasil e de cada um de nós dependerá do tamanho do nosso compromisso com o país e da nossa capacidade de deixarmos as diferenças de lado para trabalharmos por nosso objetivo comum: um Brasil democrático, livre, próspero e justo.
O União Brasil traz em seu nome a motivação, o embasamento e a finalidade que respondem pela sua criação. Nascido da fusão de dois partidos fortes e em ascensão – DEM e PSL –, o União Brasil é um somatório de forças que tem como propósito SERVIR de base, de instrumento, de caminho para a pacificação, o entendimento, o diálogo construtivo, a conjunção de esforços que são imprescindíveis para a prosperidade e a paz que os brasileiros desejam e merecem ter.
A experiência tem mostrado repetidamente: somos capazes de grandes conquistas quando trabalhamos juntos.
Queremos reunir força construtiva. O União Brasil, que nasce como o maior partido do país em número de lideranças no Parlamento nacional, almeja ser o maior partido em eficiência na entrega de resultados aos brasileiros.
O União Brasil também antecipa o movimento tão necessário de amadurecimento e fortalecimento da Democracia brasileira por meio da por meio da aglutinação de ideais e de propostas comuns em um menor número de partidos políticos. Nossa Democracia é jovem e é natural que em sua trajetória de aprimoramento se computem acertos, erros, ajustes. A miríade de partidos que temos hoje confunde o eleitor, favorece o fisiologismo, dificulta enormemente a construção de consensos direcionados pelo interesse nacional e mina a confiança dos brasileiros na política e na própria Democracia.
Nesse sentido, o União Brasil espera ser exemplo e inspiração. DEM e PSL vinham de trajetórias de fortalecimento e crescimento recentes. O DEM cresceu em mais de 70% o número de prefeitos e vereadores eleitos no último pleito. O PSL triplicou seu número de prefeituras. Não se constrói uma fusão entre duas forças políticas expressivas sem renúncia, muita flexibilidade e compromisso com o futuro.
Nosso número é o 44, algarismos que refletem, dobrados, os nossos quatro grandes princípios imutáveis e inegociáveis:
— O valor da Democracia como sistema político pautado pela tolerância, pluralidade, respeito e diálogo.
— O valor do Estado como garantidor dos direitos sociais básicos da população.
— O valor da Liberdade como condição para a busca de realização individual.
— O valor da Família como esteio da pessoa e base da sociedade.
Sobre esses pilares, iniciamos a missão de resgatar o otimismo, reavivar o espírito positivo e restaurar a confiança dos brasileiros na política, na Democracia, no Brasil. Para isso, nossas principais ferramentas serão o diálogo, a transparência, o compromisso com a palavra empenhada, a excelência na formação de nossos quadros partidários, a prioridade do interesse coletivo, o Amor pelo Brasil.
E para darmos início à nossa jornada, com transparência e firmeza, apresentamos hoje os 44 princípios que abraçamos, os compromissos que assumimos com os brasileiros. Vou citar aqui apenas alguns deles:

1. Defesa intransigente da Democracia, que é para nós valor fundamental e inegociável.
2. Repúdio a todas as formas de totalitarismo ou de autoritarismo, aos extremismos, aos radicalismos, à demagogia e ao populismo irresponsável.
3. Defesa intransigente da Liberdade de Imprensa, como força social necessária à saúde da Democracia.
4. Diálogo, entendimento e compromisso com o país acima de interesses individuais ou partidários.
5. Renovação das práticas políticas, tomando-se o compromisso com a palavra empenhada como alicerce para a formação de laços de confiança entre os cidadãos e seus representantes.
6. Firme posicionamento contra qualquer espécie de discriminação e preconceito. E promoção permanente dos valores fundamentais da tolerância, do respeito mútuo e da solidariedade.
7. Apoio a programas de transferência de renda, compreendidos como ferramentas necessárias de segurança social e alimentar.
8. Compromisso radical com a superação da pobreza, compreendendo que a pobreza não é apenas ausência de renda, mas um conjunto de desproteções sociais. Um dos maiores propósitos da ação político-administrativa do União Brasil será o de ampliar as vias de ascensão social para as novas gerações de brasileiros.
9. Fortalecimento do SUS, dando resposta a problemas crônicos do Sistema e prioridade aos desafios e passivos gerados pela pandemia da Covid-19.
10. Compromisso com a Ciência na formulação de políticas públicas e prioridade para programas de desenvolvimento científico e tecnológico.
11. Priorização de políticas públicas voltadas para a Primeira Infância.
12. Prioridade à formação escolar e profissional como instrumentos estratégicos de superação da pobreza e ferramentas essenciais para o crescimento e fortalecimento do país.
13. Apoio à família brasileira, considerando que a família é a base da sociedade e o primeiro elo de conexão social do indivíduo.
14. Garantia do direito de ir e vir, a livre circulação dos cidadãos nas cidades, a paz às famílias, nas suas casas e nas suas vizinhanças.
15. Garantia de OPORTUNIDADES reais para a realização pessoal e profissional de todos os brasileiros.
16. Defesa da liberdade econômica.
17. Respeito ao direito de propriedade.
18. Valorização do papel econômico‐social das microempresas e estímulo à cultura do empreendedorismo.  Apoio à economia informal e ao associativismo.
19. Reconhecimento da força do campo – seja nos grandes exportadores seja no pequeno agricultor familiar – e estímulo às boas práticas, ao Agro que dá certo.
20. Resgate e fortalecimento de uma política ambiental responsável e sustentável.
21. Fortalecimento de um política energética orientada para o aproveitamento racional dos nossos recursos naturais, buscando acelerar o processo de diversificação e migração da nossa matriz energética para fontes renováveis.
22. Priorização de amplo programa de inclusão digital dos mais pobres.
23. Revisão do Pacto Federativo, enfim realizando a obra da municipalização, preconizada pela Constituição de 88.
24. O Estado gasta muito e gasta mal. Somos a favor de privatizações, da eficiência do gasto e da diminuição da carga de impostos. No entanto, não caímos na armadilha do Estado Mínimo. Acreditamos na construção de um Estado eficiente e fiel às suas obrigações indelegáveis: saúde, segurança, educação, assistência social, regulação, indução, garantia de oportunidades, promoção da equidade.
25. Compromisso com as reformas sem as quais o Brasil permanecerá refém da burocracia, do atraso, do desequilíbrio fiscal, da iniquidade.
26. Fim do Estado de privilégios.
27. Execução de uma política de gastos públicos, eficaz e equilibrada, austera e não‐inflacionária. Precisamos inverter a lógica atual: gastar menos com a máquina e mais com o cidadão.
28. Compromisso claro com a rigorosa observância das normas de austeridade, honestidade e transparência no trato dos assuntos públicos.
29. Firme compromisso de trabalhar pela inserção e qualificação das mulheres, dos jovens e das minorias na política brasileira. O debate público e a construção política são mais ricos e fortes quando contam com a pluralidade de vozes, com a força das mulheres, com o entusiasmo e a rebeldia dos jovens. Tanto o UNIÃO JOVEM DO BRASIL como o UNIÃO BRASIL MULHER serão braços importantes e prioridade da nossa ação partidária.
30. Defesa do patrimônio histórico, artístico e cultural do Brasil.
31. Empenho para o que o Brasil seja respeitado no cenário internacional. Que nossa força econômica seja reconhecida, que nossa credibilidade seja restaurada e nossa histórica capacidade política como player internacional seja reconquistada.

Apresentados alguns dos nossos compromissos e valores fundamentais, resta dizer que seguiremos sempre abertos ao diálogo com as demais forças políticas. O respeito e a tolerância sempre caminharão de par com nossas convicções.
Toda sociedade nacional democrática se constrói e avança a partir dos embates, das disputas de ideologias e de projetos. Cada força política, assim como cada cidadão, tem seus valores, sua visão de mundo e de futuro. Essa divergência é saudável e necessária ao avanço das sociedades. O que não se pode admitir é que as divergências sejam maiores, nem mais fortes que o compromisso de cada ator político, de cada cidadão com a coletividade.
Aqui voltamos ao Amor pelo Brasil, que sempre, sempre deve estar no início, no meio e no fim de toda ação política, de toda ação cidadã. O Amor pelo Brasil é a nossa liga.
Toda nação deve buscar responder permanentemente a uma pergunta: que país desejamos SER? Então: Que BRASIL desejamos SER e LEGAR para as futuras gerações?
Para responder a essa pergunta precisamos mergulhar na nossa história, obviamente. Não podemos inventar um Brasil do nada. Precisamos olhar para a nossa trajetória e enxergar nossas sombras e nossas luzes, e ali escolher com que repertório desejamos escrever o futuro.
O futuro é sempre uma escolha. Podemos escolher o preconceito, a intolerância, a divisão, a opressão. Ou podemos escolher a solidariedade, a Alegria, a capacidade de luta, de superação, a ternura, o afeto, a criatividade que temos em abundância. Quando e em que momentos demos o melhor de nós? Que tal buscarmos aí a matéria-prima para a construção do nosso futuro?
O União Brasil nasce sob o signo do otimismo, da esperança e, principalmente, da CONFIANÇA no Brasil e nos brasileiros. O Brasil que queremos e pelo qual lutaremos é esse Brasil das luzes, do talento, da criatividade, da musicalidade, da capacidade de festejar, de acolher, de abraçar. O Brasil da garra, da luta, da capacidade de reinvenção, da imensa e inesgotável capacidade de trabalho. O Brasil do povo solidário, que enxerga a dor do outro e estende a mão. O Brasil do Amor, da Fé e da União.
Sigamos juntos, cerrando fileiras, com os corações animados pelo orgulho do Brasil, pelo orgulho do que temos e SOMOS de melhor. Nosso verdadeiro destino como nação espera nosso compromisso, nosso empenho, nossa determinação para se tornar realidade.
Coloquemos as mãos à obra!
União, Brasil!

CATEGORIAS
Compartilhar